terça-feira , 21 novembro 2017
Home » Igreja » Ação dos educadores já é uma realidade

Ação dos educadores já é uma realidade

 DSCN1421

Projetos nada mais são do que planos que permanecem guardados em gavetas, pastas, pen drives ou nas mentes. O dia em que essas ideias saem do papel, a teoria se torna prática e o que era um mero projeto se torna uma ação. Com essa consciência, educadores da Comunidade Batista da Paz deram o primeiro passo para transformar um sonho em realidade.

Na manhã do dia 31 de julho, uma equipe formada por Noemi Ribeiro, a Mimi; Rosemary Rocha, a Rose, Renata Miranda; Marcos Vinícius Souza, o Cola; Victor Miranda e Cleide Miranda estiveram no Colégio Mundial, na Vila Cascatinha, para conversar com a direção, coordenação e corpo docente da escola. Em pauta: a intenção de auxiliar os educadores daquela unidade em ações voltadas para eles, para os alunos e para os pais.

“Gente, estou passando mal”, disse Rose antes da equipe ser chamada para o encontro. O clima de nervosismo não era apenas pela situação em si, mas pela possibilidade de ver um projeto, que começou há menos de três meses, se tornando uma ação. Tudo começou com um vídeo, passado a pais e educadores da igreja, no mês de junho. Àquela época, ficou definida a intenção de tirar algumas ideias do campo da teoria e levá-las à prática, em busca de uma educação melhor.

Com quatro professores da igreja (Reinaldo de Sena, Guilherme Miranda, Carolina Vitorino e Ana Elisa Nunes), o Colégio Mundial não tardou a abrir as portas e oferecer seu espaço físico para o desenvolvimento de trabalhos. Desde junho, educadores se reuniram em encontros periódicos, com o intuito de estabelecer as melhores estratégias para se aproximar dos professores.

Dois projetos foram selecionados para encabeçar a ação. O primeiro, a Escola para Pais, com algumas semelhanças com o evento realizado em duas ocasiões, nos anos de 2008 e 2010. A ideia é marcar com os pais dos estudantes uma série de quatro dias, onde serão ministradas palestras, com temas escolhidos pelos professores da escola.

A segunda atuação será no desenvolvimento de um jornal interdisciplinar, totalmente desenvolvido pelos alunos (a começar do nome, que será definido). Eles próprios serão os responsáveis por bolar as pautas, escrever os textos, diagramar e distribuir o material produzido.

A apresentação dessas duas ideias aconteceu em um dia de reunião pedagógica do colégio. Havia uma expectativa em torno da receptividade dos professores, visto que a maioria era desconhecida da equipe. Mas, logo que a Rose fez a abertura do momento, ficou claro que o Senhor tinha ido adiante, preparando o terreno para que Ele próprio agisse.

O clima ficou ainda mais descontraído quando o Cola agitou os professores com uma canção e com uma dinâmica. Na sequência, a Escola para Pais e o jornal interdisciplinar foram propostos, tendo ampla aceitação. Foi aí que  a Mimi distribuiu sementes entre os educadores, e trouxe uma palavra baseada na parábola do Semeador.

Ao final, o questionamento feito aos professores da escola foi exatamente o questionamento que moveu esse projeto: “o que vocês têm semeado na vida das pessoas?”. O momento foi de quebrantamento, com muitos dos presentes emocionados durante uma última dinâmica.

A oração de encerramento teve autorização da direção da escola. E deixou uma certeza de que Deus tem muito mais para essa equipe. Na próxima quarta-feira, começa a ser desenvolvido o jornal. Paralelamente, será planejada a Escola para Pais (que deve ocorrer em outubro).

Por todos esses desafios, a equipe pede orações à igreja. E solicita também que, todos os que tiverem interesse de somar, oferecendo dons, talentos, habilidades ou até mesmo projetos, a ajudar a ampliar essa ação.

 

 

About Victor Miranda

Além disso, verifique

Do Túnel do Tempo: ‘O “I Encontro Com Deus” Foi In-des-cri-tí-vel!’

Nosso primeiro Encontro com Deus aconteceu de 8 a 10 de abril de 2004. Estamos, ...