quarta-feira , 24 Janeiro 2018
Home » Mídias » Esboço » Esboço para Células – A Intercessão da Cruz

Esboço para Células – A Intercessão da Cruz

Sermão – A Intercessão da Cruz – célula (Arquivo)

A INTERCESSÃO DA CRUZ

Lc 23.33,34

Quando chegaram ao lugar chamado Calvário, ali o crucificaram, bem como aos malfeitores, um à direita, outro à esquerda.
Contudo, Jesus dizia: Pai, perdoa-lhes, porque não sabem o que fazem. Então, repartindo as vestes dele, lançaram sortes.

wallpaper-imagem-cruz-salvacao-5638

INTRODUÇÃO

 

O trecho que lemos contém as últimas palavras proferidas pelo Senhor Jesus Cristo quando estava sendo barbaramente crucificado na cruz do Calvário. “Pai, perdoa-lhes porque não sabem o que fazem”.

As palavras de Jesus mostram o seu caráter.  A frase é uma interessante e profunda oração de intercessão, pelos inimigos.

Não é um desabafo desesperado, é a expressão de amor e profunda compaixão.

Vamos analisar esta oração para melhor compreender o Caráter, o Amor, a Graça e a Misericórdia do Salvador em nosso favor.

  1. A primeira palavra: PAI.

 

Jesus chama Deus de Pai. A doutrina da paternidade de Deus. A doutrina de ver Deus como o Pai se popularizou com o Senhor Jesus Cristo.

Deus é nosso Pai. Deus é quem gera os homens. Quando rendemos nosso coração a Cristo, somos gerados pelo Espírito e somos feitos filhos de Deus. Há alguns que querem ver em todas as pessoas filhos de Deus, mas não é verdade. Filhos de Deus são apenas aqueles que entregam a vida a Jesus. Jo 1.12 – Mas, a todos quantos o receberam, deu-lhes o poder de serem feitos filhos de Deus, a saber, aos que crêem no seu nome.

Deus é Pai! Deus é nosso Pai! Deus é meu Pai! Deus pode ser o seu Pai se você entregar sua vida a Cristo, o Filho de Deus!

  1. A segunda expressão: PERDOA-LHES.

 

Mesmo na morte o relacionamento de Cristo com o Pai é perfeito, continua firme e patente. Não morre como alguém que fez algo errado; morre com o coração puro, limpo e consciência tranquila.  O que mais comove é a expressão: “perdoa-lhes”.  Mesmo sofrendo injustiça num julgamento desonesto e  fraudulento, Ele pede Pai: “perdoa-lhes’.

Jesus não pede justiça, pede Misericórdia. Derrama Graça quando lhe oferecem ódio. Derrama Bênção quando lhe oferecem maldição. Ele foi coerente com o que ensinou em toda sua vida. Não havia contrassenso em suas atitudes. Pregava o que vivia. Vivia o que pregava.

Na verdade Jesus ensinou com a sua vida. O cristianismo verdadeiro não é um credo, não é um catecismo e não são leis. Você só pode ser considerado verdadeiro discípulo de Jesus se deixar Cristo viver através da sua vida.

  1. A terceira Expressão é: NÃO SABEM O QUE FAZEM.

 

A multidão queria sangue e a morte. Jesus pediu perdão para ela. Para todos, para os que viriam após a multidão. Jesus pediu perdão para nós também culpados de sua morte. Olhou para eles e olha para nós também com o coração cheio de amor. Derramou a sua alma com coração pleno de misericórdia.

O que Ele quer dizer com isso?

O povo não queria conhecer as Escrituras. As pessoas não abrem o coração. Vivem nas trevas, sem rumo, em pecado. Jesus pede perdão a Deus por elas não porque elas mereçam, mas porque são culpadas. Sem orientação bíblica o homem vive em trevas, não conhece a luz, não conhece Cristo, o Caminho.

Seria a oração feita por Jesus, na cruz, uma oração em momento inadequado? De jeito algum! Que beleza! Deus da vergonha tira vitória; da tristeza, tira alegria.

Após a morte do senhor, muitos choraram confessando-O como o Filho de Deus.  O centurião romano confessa-o Filho de Deus. Muitos sacerdotes o aceitaram. Muitos ‘descem do muro’ da indecisão e voltam-se para Ele.

A cruz de Cristo transforma criaturas inúteis em servos úteis. Na cruz está o poder de Deus. Olhe para Cristo. Olhe para o amor. Não há maior amor que dar a vida pelos outros. Cristo morreu. O justo pelos injustos.

E fica mais uma mensagem para cada um de nós: Jesus Cristo não é impessoal, mas é Emanuel, Deus conosco, interessado no homem.

Na cruz, Jesus Cristo orava por mim e por você. Ele é o remédio para a nossa ignorância é o amor de Deus. O perdão e o amor de Jesus Cristo está na cruz. Somos pecadores. Há perdão para eles. Há perdão para nós. Deus nos perdoa em nome de Jesus.

Is 53.12 Pois ele deu a sua própria vida e foi tratado como se fosse um criminoso. Ele levou a culpa dos pecados de muitos e orou pedindo que eles fossem perdoados.

Jesus Cristo era profeta – interpretava a vontade de Deus para o povo. É Rei – Reina sobre nós. Sacerdote: intercede por nós.

Na cruz, o perdão, a paz e o amor de Jesus. Nesta oração Jesus nos oferece uma oportunidade de receber o seu amor e perdão.

About Marcos Vinicius de Souza

Além disso, verifique

Jardim das Oliveiras, lugar de lidar com as nossas motivações

Celulas – Jardim das Oliveiras lugar de lidar com as nossas motivacoes (Arquivo) Jadson A.R. da ...