terça-feira , 21 novembro 2017
Home » Células » Esboço para células: Doutrina do Dizímo

Esboço para células: Doutrina do Dizímo

Doutrina do Dízimo – (Arquivo)

CBP 24/03/2013 – Esboço – Células
Pregação: Pr. Márcio Garcia
Email: mar.nil@ig.com.br

_____________________________________________________________________________________________

Doutrina de o Dízimo – Malaquias 3. 6 – 12.

INTRODUÇÃO

Lutero disse que todo homem tem que passar por três conversões, a conversão do coração, a conversão da mente e a conversão do bolso. (Paschoal Pirajini Jr.).

A mensagem que Deus trouxe através de Malaquias, foi dura, não apenas a que foi lida – todo livro é duro – trata-se de uma advertência séria da parte de Deus ao seu povo.

Depois de 70 anos, o povo saiu do exílio babilônico, voltou para sua terra. O templo foi reconstruído, a vida devocional e religiosa foi reestruturada, o povo renovou sua aliança com Deus e apegou-se à Sua Palavra e à Comunhão com o Senhor, mas, com o passar do tempo, o povo se esfriou, os cultos continuavam, tudo ficou mecânico, sem vida, sem paixão e sem amor a Deus.

O povo assumiu uma atitude desleal em relação aos dízimos e ofertas ao Senhor.

O v. 6 é como se Deus dissesse: “Eu só não destruo vocês porque eu não mudo”. II Tm. 2.13 “se somos infiéis, ele permanece fiel, pois não pode negar-se a si mesmo”. Lm. 4. 22 “Graças ao grande amor do Senhor é que não somos consumidos, pois as suas misericórdias são inesgotáveis”.

Deus os compara com Jacó. Jacó = aquele que tira vantagem sobre os outros com astúcia. Jacó agiu assim antes de ser transformado por Deus. Ele roubou a bênção de seu irmão Esaú. Isaque, pai de Jacó disse: “seu irmão chegou astutamente e recebeu a bênção que pertencia a você”. Gn. 27.35.

Deus testemunhou a respeito de seu próprio povo: “vocês são como filhos de Jacó, agem com astúcia, tentam tirar vantagens, tentam me enganar, mas eu não mudo, por isso vocês não são destruídos”.

O que é dízimo? O que é oferta? Dízimo é a 10ª parte de tudo aquilo que recebemos. Na verdade, tudo o que você ganha pertence a Deus, mas Ele permite que você fique com 90% e devolva apenas 10% destes rendimentos.

Oferta é algo que vai além dos dízimos. É o desafio de tirar dos 90%, voluntariamente, e destinar para alcançar um alvo ou ajudar em alguma necessidade. (Citar exemplos).

Dízimo é o reconhecimento de que Deus é provedor de todas as coisas. É a Doutrina da Mordomia. O Sl. 24.1 diz: “Do Senhor é a terra e tudo o que nela existe, o mundo e os que nele vivem”. I Cr. 29.13 “Tudo vem de Ti, e nós apenas te demos o que vem das tuas mãos”.

Mordomia – é o reconhecimento de que tudo vem de Deus e nós somos apenas servos administradores dos bens que o Senhor nos confiou. Sua casa, seu carro, seus bens, seu cônjuge e seus filhos são do Senhor, Ele os confiou para que você administre.

Deus falou duramente com o seu povo através de Malaquias: “Vocês tem roubado ao Senhor nos dízimos e nas ofertas”. V. 9. Roubar = tomar a força. Trata-se de um pecado consciente.

O povo de Deus estava pensando como pessoas que não serviam a Deus. Eles diziam em seus corações: “É inútil servir a Deus.” 3.14.

O dízimo pertence ao Senhor. Traga o seu dízimo e confie na provisão de Deus. Não espere melhorar financeiramente para dar este passo de obediência.

Jesus disse: Mt. 23.23: “Ai de vocês, mestres da lei e fariseus, hipócritas! Vocês dão o dízimo da hortelã, do endro e do cominho, mas têm negligenciado os preceitos mais importantes da lei: a justiça, a misericórdia e a fidelidade. Vocês devem praticar estas coisas, sem omitir aquelas”.

O N.T. pouco fala sobre dízimo, mas enfatiza a generosidade e a alegria de dar. II Cor. 8. 1 – 2 e 9. 7 destacam a generosidade e a alegria de contribuir. Os macedônios, que eram extremamente pobres transbordaram em rica generosidade.  “Deus ama quem dá com alegria”.

A ênfase está no compromisso com o Reino de Deus e vai além da Lei e da Religiosidade. Prova disso é o Sermão do Monte – Mateus 5 – 7. Caminhar com Jesus é priorizar o “Reino de Deus e a sua Justiça e as demais coisas serão acrescentadas”. Mt. 7.33.

Generosidade = “simplicidade”, sinceridade, franqueza, singeleza.” É a qualidade de alguém que voluntariamente sacrifica seus interesses em favor de alguém. Jesus agiu assim: “Quero que conheçam a graça de nosso Senhor Jesus Cristo que, sendo rico, se fez pobre por amor de vocês, para que por meio de sua pobreza vocês se tornassem ricos”. II Cor. 8.9.

O que devemos dar é o dízimo. Precisamos pedir a Deus um coração generoso.

Se você não é dizimista, arrependa-se, volte-se para Deus e confie que Deus provê todas as coisas. V. 10. Deixar de ser dizimista não é um problema financeiro, é um problema espiritual, é como se estivéssemos tomando à força, do próprio Deus aquilo que não nos pertence. É como se estivéssemos roubando a Deus.

Dízimo não é moeda pra comprar as bênçãos e prosperidade material. Ele não promete riquezas, mas provisão e fartura. Davi disse: “Já fui jovem e agora sou velho, mas nunca vi o justo desamparado, nem seus filhos mendigando o pão”. Sl. 37. 25.

Entregue o seu dízimo com alegria, gratidão e confiança de que Deus é provedor.

CONCLUSÃO

O dinheiro em si não é ruim, o erro está em transferir a confiança em Deus para o dinheiro. I Tm. 6. 9 – 10 “Os que querem ficar ricos caem em tentação, em armadilhas e em muitos desejos descontrolados e nocivos, que levam os homens a mergulharem na ruína e na destruição, pois o amor ao dinheiro é a raiz de todos os males. Algumas pessoas por cobiçarem o dinheiro, desviaram-se da fé e se atormentaram com muitos sofrimentos”.

Eu quero deixar alguns conselhos importantes sobre este assunto:

Faça o propósito de ser dizimista. Este assunto é bíblico e tão espiritual quanto ler a bíblia, orar e testemunhar de Cristo. Lembre-se que o trazer o dízimo é um ato de adoração, de reconhecimento de que Deus providencia tudo.

Lembre-se que Deus espera generosidade e voluntariedade da sua parte.

Homens da CBP, tenham um coração íntegro e dediquem a área financeira ao Senhor. Contribuam com Alegria – “Deus ama quem dá com alegria” II Cor. 9.7. Por que Deus fica alegre quando damos com alegria? Porque nos tornamos parecidos com Deus, o nosso Pai Celestial.

Você que nos visita, saiba que o dízimo faz parte da vida cristã. Na verdade, o primeiro passo é entregar a vida a Jesus. Se você ainda não entregou a vida a Jesus, eu quero desencoraja-lo: não dê o dízimo ou oferta, entregue primeiramente a sua vida a Jesus. Deus o ama por inteiro e não quer o seu dinheiro, quer salvar a sua vida. Porque Ele veio e morreu para que todo o que nele crê, não morra, não vá para o inferno, mas tenha a vida eterna.

Deus quer ser o Senhor, é Dono, acredite ou não, tudo pertence a Deus. Ele quer dirigir cada área da sua vida. “Agora, se me obedecerem fielmente e guardarem a minha aliança, vocês serão o meu tesouro pessoal dentre todas as nações. Embora toda terra seja minha”. Ex. 19. 5.   Entregue tudo ao Senhor.

 

About Marcos Vinicius de Souza

Além disso, verifique

CELEBRANDO A REFORMA – OS CINCO SOLAS

culto 22-10 JH – Reforma – Esboco CELEBRANDO A REFORMA – OS CINCO SOLAS (1ª ...