domingo , 17 dezembro 2017
Home » Mídias » Esboço » Esboço para células – Entendendo as adversidades

Esboço para células – Entendendo as adversidades

AUDIO CULTO 29-11

Esboço – ENTENDENDO AS ADVERSIDADE (arquivo)

Comunidade Batista da Paz

Entendendo as adversidades – Tiago 1:12-15

INTRODUÇÃOadversidades

Todos nós passaremos por adversidades. O grande sábio disse que tanto justos quanto ímpios passariam por adversidade. O próprio senhor Jesus disse que no mundo nós teríamos aflições. Todos nós passaremos por adversidades.

Antes de entrar no mérito, gostaria de explicar de onde tirei esse termo adversidade: No original refere-se a mesma palavra Peirasmós. Em sua abrangência, tem o significado de ser o ataque de satanás, ou a permissão de Deus na aflição de alguém para o teste de sua fé, ou fatos naturais da vida, como a morte de um ente querido ou um desastre natural, mas independente da origem é um obstáculo a ser superado, um problema a ser solucionado.

Mas em meio a essa afirmação, de onde vem essa adversidade? Como passar por ela? Qual é a recompensa disso tudo?

  1. De onde vem a adversidade?

 

Tiago: judeu, meio irmão de Jesus, principal líder da igreja em seu tempo e que era muito ligado ao Antigo Testamento, aos exemplos de Moisés e dos profetas.

Destinatários: judeus, expulsos de sua terra (Jerusalém), passando por muitas adversidades como injustiças, escravidão etc.

Com essas informações conseguimos entender o que Tiago quis dizer quando disse: “Deus não pode ser tentado e não tenta ninguém, vocês são tentados pela sua própria cobiça” (v.13). Quando a adversidade chega o judeu coloca a culpa em quem? No Senhor, e Tiago explica que a culpa da adversidade é pelo sua cobiça, ou seja, a culpa é da nossa natureza caída, a culpa é nossa, consequência do pecado.

Precisamos assumir nossos erros, parar de procurar culpados para nossos problemas e adversidades e focarmos em como passar por elas, daí entramos em nosso segundo ponto…

 

  1. Como passar pelas adversidades?

Já que não tem jeito, vamos ter que enfrentá-las, como fazer isso? O texto dá somente uma coisa a se fazer em meio a adversidade: “feliz o homem que persevera em meio a tentação”. (v.12)

Perseverar – significa isso mesmo: permanecer, aguentar, ter coragem, sofrer, ficar de baixo.

Nós estamos de baixo de promessas, de baixo de uma identidade, de baixo de propósitos e a adversidade vem exatamente com o intuito de nos tirar de baixo.Perseverar é quando tudo está te jogando para longe da presença, pra longe daquilo que Deus quer de você, pra longe dos sonhos de Deus pra sua vida, é você ficar de baixo disso tudo.

Como perseverar? Para ajudar, em sua carta, Tiago dá duas dicas: olhar para trás e para frente. Perseverar não é fácil, parece algo passivo, mas vai exigir força, resistência e atitudes dentro da vontade de Deus para sua vida.

Olhar para trás: (5:10-11) Tiago aconselha seus ouvintes: olhem para os profetas (exemplo: Isaías mesmo tendo um ministério tenso perseverou nos propósitos de Deus para vida dele; Oséias mesmo tendo uma adversidade dolorosa na sua vida particular não deixou de obedecer), podemos ver também nos testemunhos dos mais experientes na caminhada ao seu redor (pastores, membros mais velhos, pessoas com bagagens), e algo ainda mais íntimo, se olharmos para trás e ver o que Deus fez em nossas vidas, há motivos suficientes para perseverar.

O Deus que presente na vida dos profetas, das pessoas ao seu redor e que agiu no seu passado é o mesmo que age na sua vida hoje…persevere!

E o outro conselho é olhar para frente, olhar para a recompensa, com isso entramos no terceiro ponto…

 

  1. Qual é a recompensa?

A coroa da vida! É difícil definir o que seria essa coroa da vida, pois não há algo concreto nessa afirmação.

  • Alguns autores colocam essa coroa da vida como a salvação e tudo o que ela abrange, e eu acredito nisso, lá tomarei posse de tudo o que me foi prometido, um lugar sem choro, sem dor, sem perda, só vitória! E eu concordo.
  • Já outros, até mesmo apoiado nos versículos 2-4 desse capítulo, que essa coroa da vida gerará uma ação completa em nós nos dias de hoje, um aperfeiçoamento, um crescimento, um amadurecimento, aprendizado que quem passa por uma adversidade adquire. Resiliência. Também acredito nisso.

Portanto, para dar vida e vida em abundância. Precisamos entender que a recompensa de perseverar em meio as adversidades vale a pena!

 

Conclusão

Meu desafio para vocês é esse, que em meio as adversidades vocês tenham esse entendimento e não percam o chão, mas tenham a lucidez de que isso está nos planos de Deus e que você precisam tomar uma posição, mesmo sem saber no quando isso vai acabar, permanecer nos caminhos do Senhor, tendo a certeza que valerá a pena!

Por seminarista Rafael França

About Marcos Vinicius de Souza

Além disso, verifique

Eu Necessito da Tua Palavra

Salmos 89-96 – Esboço (Arquivo) Salmo 119.  89 – 96 – Eu Necessito da Tua Palavra  ...