domingo , 17 dezembro 2017
Home » Mídias » Esboço » Esboço para Células -A Questão Financeira é um assunto Espiritual

Esboço para Células -A Questão Financeira é um assunto Espiritual

audio culto 05-10

ESBOÇO -A QUESTÃO FINANCEIRA É UM ASSUNTO ESPIRITUAL (arquivo)

A QUESTÃO FINANCEIRA É UM ASSUNTO ESPIRITUAL

INTRODUÇÃOcoraçao

Depois da Igreja interagir com o tema “A Família Inabalável”, creio que é oportuno falar sobre finanças.

“Onde está o nosso coração, ali está o nosso tesouro”; “Não podemos servir a dois senhores, não podemos servir a Deus e a Mamon”. Mt. 6. 19 – 24.

Mamon = Riquezas. Fica claro que o amor ao dinheiro é a raiz de todos os males. I Tm. 6.10.

A questão financeira é um assunto espiritual. Colossenses 3. 1 – 4.

De acordo com o texto acima, o que devemos buscar e o que deve ocupar os nossos pensamentos?

AS FINANÇAS

O Senhor Deus é proprietário de nossas posses.Tudo vem de ti, e nós apenas te demos o que vem das tuas mãos”. I Cron. 29.14.

Dt. 10.14 “Ao Senhor, o seu Deus pertencem os céus e até os mais altos céus, a terra e tudo o que nela existe”.

            O Senhor é o provedor de tudo. Cada um de nós depende de Deus. Marcos 4. 26 – 29 um homem planta a semente na terra. Independente de estar dormindo ou acordado, preocupado ou despreocupado, a semente germina, cresce e o fruto se forma. Então o homem colhe, come, vende ou troca.

Questões práticas sobre o dinheiro.             

  1. Trabalhe
  • Trabalhe honesta e biblicamente. Pv 10.4-5. Você crê que Deus recompensa o trabalho?

Trabalhe com honestidade e não deixe que a dedicação ao trabalho te faça esquecer de Deus e da sua famíla.

  • Fuja de negócios desonestos. Pv 16.11. Quem incentiva o trabalho honesto?

Pv. 17.23 – “O ímpio aceita às escondidas o suborno para desviar o curso da justiça”.

  • Fuja de sociedade com pessoas que não tem o temor de Deus. 2 Co 6.14 “Não se juntem com os descrentes para trabalharem com eles. Como é que o certo e o errado podem ser companheiros? Como podem viver juntas a luz e a escuridão?
  • Fuja de jogos de azar. Pv 28.22 “O ganancioso tem tanta pressa de ficar rico, que nem percebe que a pobreza está chegando”.
  1. Cuidado com a Escravidão Financeira.
  • Cuidado com as dívidas. Pv. 22.7 “O rico domina sobre o pobre, e o que toma emprestado é servo do que empresta”. Rm. 13. 8 “Não devam nada a ninguém, a não ser o amor de uns pelos outros, pois aquele que ama seu próximo tem cumprido a lei”.

Você já contraiu uma dívida muito longa e teve dificuldade de se livrar? (Compartilhe com a Célula).

  • Não edifique a sua vida em torno do dinheiro. I Tm. 6.9
  • Cuidado com Cartão de Crédito. Cartão de Crédito pode ser bênção ou maldição. Você já se embaraçou com cartão de crédito ou está embaraçado?
  • Aprenda a viver com o seu salário.  Fil. 4.11–12: “aprendi adaptar-me a toda e qualquer circunstância … aprendi o segredo de viver contente em qualquer situação … tudo posso naquele que me fortalece”.
  • Aprenda a não desperdiçar. Em todos os lugares – em casa, no banheiro, no trabalho ou na escola. Não desperdice.

 

  1. Planeje os seus gastos

Faça orçamentos de acordo com a sua renda. Pv. 19.2 “Agir sem pensar não é bom; quem se apressa erra o caminho”. Lucas 14. 28 – 30 antes de iniciar um projeto, é importante sentar, planejar e ver se há condições de realizá-lo.

Não abuse da bondade e da graça de Deus. Tem gente que confunde fé com imprudência! Vai comprar um carro – ganha R$ 1500,00, faz uma prestação de R$ 990,00, se esquece que tem de comprar mantimentos, roupas, luz, água, combustível – É o imprudente que acha ter dado um passo de fé.

Trabalhe e ganhe honestamente e biblicamente. Ganhe o máximo que puder. Administre com muita sabedoria, sem desperdício e sem “pãodurisse”. Seja generoso e sábio ao ajudar alguém.

 

  1. Contribua com fidelidade.

Seja dizimista. É a nossa exortação.

Mateus 5.20 Jesus disse: “se a justiça de vocês não for muito superior à dos fariseus e mestres da lei, de modo nenhum entrarão no reino dos céus”. Este é o desafio do sermão do monte.

O Sermão do Monte exorta a ultrapassar os limites da lei, a ser mais que um mero cumpridor da lei – Ele trás os desafios de não matar com o coração; de não adulterar com o coração; o desafio de amar os que não nos amam; de fazer o bem a quem nos fez o mal; o desafio de fazer da oração um relacionamento e não um amontado de palavras. Enfim o sermão do monte é o desafio de colocar em prático tudo o que temos aprendido com inteireza de coração.

A viúva pobre deu tudo o que tinha. Os crentes da macedônia em meio a tribulação e a profunda pobreza, manifestaram alegria, rica generosidade e voluntariedade ao participarem das doações.

Seja dizimista, agindo assim, você fará o mínimo necessário para a Obra de Deus.

Dar os dízimos e ofertas, trazer os elementos para a cesta da paz, sobre tudo, deve ser feito com um coração cheio de amor, gratidão e alegria.

Cada um contribua segundo tiver proposto no coração, não com tristeza ou com necessidade; porque Deus ama a quem dá com alegria”. II Cor. 9.7.

Irmãos queridos, nossa vida financeira também reflete espiritualidade. Não ore pela vida financeira da Igreja, ore pelo amor, fidelidade, alegria e espontaneidade de cada um de nós.

CONCLUSÃO

A área financeira de nossas vidas também deve glorificar a Deus.

“Confie no Senhor de todo o seu coração, e não se apoie em seu próprio entendimento. Reconheça o Senhor em todos os seus caminhos, e ele endireitará os seus caminhos.” (Pv 3.5-6).

Diante dos princípios bíblicos aqui apresentados:

–   Faça uma avaliação financeira hoje. Verifique como você está ganhando e gastando os recursos. Você é compulsivo (a)? Não aguenta ver uma oferta?

–   Estabeleça alvos específicos nesta área.

–   Faça hoje o propósito de honrar ao Senhor com os seus bens, faça o propósito de ser dizimista – com amor e com a alegria do Senhor que é a nossa força.

–   Entregue sua vida nas mãos de Deus com o propósito de só depender dEle.

About Marcos Vinicius de Souza

Além disso, verifique

Eu Necessito da Tua Palavra

Salmos 89-96 – Esboço (Arquivo) Salmo 119.  89 – 96 – Eu Necessito da Tua Palavra  ...