quinta-feira , 23 novembro 2017
Home » Igreja » Ô, o Arraial voltou, o Arraial voltou, o Arraial voltou…

Ô, o Arraial voltou, o Arraial voltou, o Arraial voltou…

Na CBP, o mês de julho tem cheiro de pipoca e amendoim. Também tem gosto de caldo verde, churrasco e torta. Tem o riso de brincadeiras. E, principalmente, tem o calor dos irmãos. Isso mesmo, está chegando a nona edição do Arraial da Paz. Corredor da quadrilha

A tradicional programação acontece regularmente desde 2003 mas, no ano passado, teve sua sequência interrompida. Muita gente pediu e esse ano o Arraial da Paz está de volta com força total. O evento acontecerá nos dias 19 e 20; 26 e 27 deste mês, sempre às 19 horas.

Os preparativos já estão a todo vapor. Os homens do patrimônio já montaram as barracas e a iluminação. Os jovens estão coordenando as divisões das tarefas. Adolescentes, crianças e casais prometem levantar a galera com apresentações típicas. E em breve você saberá mais sobre um concurso de prendas que está sendo preparado.

Só para exemplificar, a intenção é contar esse ano com atrativos tradicionais dessa época do ano, além de churrasco, pastel, caldo verde, lanche, doces, tempurá e yakisoba.

Mas, para que tudo isso seja possível, você precisa fazer parte disso. As células serão convidadas a ceder quitutes. Mas cada um também pode ajudar com doações  específicas em dinheiro ou em itens como:

– prendas;

– queijo;

– presunto;

– calabresa;

– doces;

– massa de pastel;

– carne para churrasco;

– batata para caldo verde;

– camarão (para o tempurá);

– hambúrguer;

– pão de hambúrguer;

– e muito mais.

Se você pode ajudar, procure a Taciane ou a Thalita. Você também pode deixar   escrito no Facebook o que pode doar e elas entrarão em contato para combinar o dia exato.

Não fique de fora dessa. O Arraial da Paz é uma ótima oportunidade para você se divertir e, principalmente, para levar pessoas de fora para conhecerem esse povo que tem uma alegria diferente.

About Victor Miranda

Além disso, verifique

Cristo, a verdadeira paz

  “Deixo-lhes a paz; a minha paz lhes dou. Não a dou como o mundo ...