terça-feira , 23 Janeiro 2018
Home » Mídias » Esboço » Virtudes da Família

Virtudes da Família

Virtudes da Familia (Arquivo)

Esboço para células

Quando Cristo entra na vida da gente, ganhamos nova vida. Assim como Cristo morreu, nós também morremos e por isso, a luta é diária em fazer morrer tudo que faz parte da velha natureza – a imoralidade, os desejos maus, a ganância, a ira, a desobediência, a linguagem indecente, a maledicência, a mentira, enfim, todas estas coisas, devem ser descartadas como se fosse uma roupa velha.02

Ao mesmo tempo, a igreja foi orientada a vestir-se com uma nova roupa. Quem se aproxima de Jesus é orientado a viver uma nova vida. Deve ter a mente, o coração e os costumes renovados pela presença de Cristo.

A responsabilidade de fazer morrer os interesses pessoais para dar vida ao casamento e à família é nossa. O v. 5 diz: “façam morrer tudo o que pertence à natureza terrena de vocês”. Deus NÃO tem a responsabilidade fazer morrer. Somos nós – maridos, esposas, filhos e membros da Igreja de Cristo.

No casamento não perdemos a individualidade, mas precisamos abrir mão de muitas coisas para permanecer juntos.

O texto aplica-se perfeitamente ao casamento. Primeiro porque fazemos parte da família de Deus e segundo porque cada um tem o seu papel – Marido e Mulher e filhos.  

Revistam-se de compaixão, bondade, humildade, mansidão, paciência, capacidade de suportar, prontidão em perdoar e amor. Essas virtudes se manifestam em Cristo e devem fazer parte das famílias.

QUERO DESTACAR ALGUMAS VIRTUDES IMPRESCINDÍVEIS PARA AS FAMÍLIAS.  

  1. Revistam-se de compassividade.

Compaixão é a capacidade de simpatizar-se com os sentimentos ou com a situação do outro.  O maior inimigo da compaixão é a indiferença emocional.

Os membros da família precisam ter cuidado para não agir com indiferença um com o outro – Marido com a Esposa e Pais com Filhos com os Pais.

O egoísmo sufoca a compassividade que o Senhor quer desenvolver em nós. Precisamos pedir a Deus, sensibilidade para perceber as necessidades um do outro.

  1. Revistam-se de humildade.

Humildade é atitude de submissão e prestatividade. Humildade é a capacidade de esvaziar-se de si mesmo e servir como Jesus serviu a Deus e aos homens.

Tenham o mesmo modo de agir que Cristo Jesus tinha”. Fp 2:5. “Sujeitarem-se um ao outro, no temor de Cristo” Ef. 5. 21. Sujeição é uma questão de decisão.

  1. Revistam-se de Mansidão.

Mansidão é deixar-se ser domado pelo Senhor. É a capacidade de dominar as qualidades e os defeitos.

No casamento o homem precisa dominar a sua força. Ser manso não significa ser fraco ou passivo. Com Cristo, a grosseria se transforma em brandura, a teimosia em obediência e a agressividade em gentileza.

A falta de mansidão NÃO é um problema exclusivo dos homens, as mulheres também sabem ser grosseiras e precisam aprender a ser e agir com mansidão.

Deixem o Espírito Santo moldar suas vidas e os transformar em pessoas cheias de mansidão.

  1. Suportem-se um ao outro.

É importante desenvolver paciência mútua.

Num casamento, o casal não está pronto um pro outro, na verdade, ninguém está totalmente pronto um pro outro, sempre teremos que fazer ajustes. (Alguém da Célula pode compartilhar sobre o assunto).

Cuidado para não criar barreiras no casamento, barreiras com os filhos. Não bloqueiem a comunicação. Você tem o hábito de bloquear o diálogo? Existem pais e filhos, irmãos e irmãos que bloqueiam o diálogo entre si? Parem em nome de Jesus, porque agindo assim vocês estarão dando lugar ao diabo e não ao Espírito Santo de Deus.  

Suportem-se um ao outro e se ajudem mudar. “A Palavra de Cristo habite em vocês, ensinando e aconselhando um ao outro, com toda a sabedoria…” Cl. 3.16

  1. Revistam-se de prontidão para perdoar

Aprendam a perdoar e a pedir perdão. Jesus disse: “Se o teu irmão pecar, repreenda-o e, se ele se arrepender, perdoa-lhe”… Se isto se repetir por sete vezes no dia, perdoa-lhe. Então os discípulos disseram: “Senhor, aumenta a nossa fé”.

Perdoar é uma questão de fé. Somente Deus pode nos capacitar a perdoar. Peçam a Deus a capacidade de perdoar.  Perdoar não é uma opção é uma ordem que Deus deixou para nós.

A disposição de perdoar deve estar em cada membro da família. Um lar onde o amor e o perdão são vividos pode tornar-se um pedaço do céu, no entanto, se faltar amor e perdão, pode se tornar um inferno!

Maridos, Esposas e Famílias, não acumulem mágoas na casa de vocês.

Peçam capacidade de perdoar. Ajam com urgência e acertem o relacionamento. Mt. 5.23– 24.

  1. Revistam-se de amor.

O amor conhecido como ágape, se desprende de si mesmo, sacrifica-se e tem o objetivo de beneficiar o outro. Este amor é o elo que os capacita ao altruísmo, à compassividade, à humildade e ao respeito mútuo.

Para viver em família precisamos nos despir do pecado e nos vestir das virtudes de Jesus. Tenho certeza que as nossas famílias serão bem sucedidas.

Que estas virtudes de Jesus façam parte dos casamentos e das famílias aqui representadas.

CONCLUSÃO

“Portanto, como povo escolhido de Deus, santo e amado, revistam-se de profunda compaixão, bondade, humildade, mansidão e paciência.
Suportem-se uns aos outros e perdoem as queixas que tiverem uns contra os outros. Perdoem como o Senhor lhes perdoou.
Acima de tudo, porém, revistam-se do amor, que é o elo perfeito.” 

About Marcos Vinicius de Souza

Além disso, verifique

Jardim das Oliveiras, lugar de lidar com as nossas motivações

Celulas – Jardim das Oliveiras lugar de lidar com as nossas motivacoes (Arquivo) Jadson A.R. da ...